Tróia Intelligence

Empresa Tróia

Artigos

inteligncia

05/05/2014

Segurana Copa 2014


Estamos a 38 dias da Copa do Mundo no Brasil e percebemos que a segurança do evento está criando insegurança.

Todos os dias notícias são divulgadas sobre planos e esquemas de segurança para a Copa.

Foram investidos aproximadamente R$ 2 bilhões de reias, criados vários comitês de segurança e muitos funcionários foram envolvidos no esquema.

Pergunta: Será que precisamos de tudo isso?

O Brasil já deveria estar preparado não só para os eventos mas para a segurança e defesa do país.

O esquema de segurança da Copa foi montado pelo governo envolvendo as pastas: Ministérios da Justiça, Defesa, Casa Civil e outros que se façam necessários.

Até notícias * " Dilma ficará de sobreaviso para atuar em casos extremos"

Engraçado tudo isso, nossos representantes esqueceram que já existe:  o Conselho de Defesa Nacional (CDN), e a Câmara de Relações Exteriores de Defesa Nacional do Conselho de Governo (CREDEN), que tem a competência de preparar,  controlar, comandar e gerenciar crises e a proteção de um evento como a Copa do Mundo.

A Presidente da República é a autoridade máxima no comitê de crise e não precisa ficar de sobreaviso, bem, no caso de estar muito bem assessorada.

Caso contrário será pega de surpresa como nas manifestações ocorridas em Brasília (2013), onde alguns especialistas diziam que as manifestações eram moderadas e de baixo risco.

Os manifestantes quase invadiram o Congresso Nacional, onde passaram  barreiras e o espelho d'água , quebrando  vidraças e subindo na cúpula, colocando vidas e a própria estrutura em risco. O Palácio do Planalto ficou isolado onde várias autoridades precisaram sair pelos portões do fundo.

O pior inimigo às vezes não é a incompetência e sim a vaidade que cegam as decisões corretas.

 

* Fonte: IG Último Segundo - 05/05/2014